segunda-feira, 16 de agosto de 2010

...perdição! - Por: Lígia Rosso

Quero me perder
e então me reencontrar.
Não vou me perder na vida cotidiana,
mas sim,
dentro de mim...
Vou brincar de esconder tristezas
e acabar revendo alegrias adormecidas.
A gente esquece de coisas boas da vida
preocupados demais
em não perder o foco.
...a perdição em si
é necessária de vez em quando.
Sem espanto e com a alma leve,
me perderei agora
nas entrelinhas
desse poema
e desenharei nas folhas rascunhadas
esperanças despertas
num coração que não cansa de sonhar.

Um comentário:

Camila Jornada "Análise do ser" disse...

...e desenharei nas folhas racunhadas...
Muito puro...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...